DADOS E ANÁLISES DO MERCADO IMOBILIÁRIO COMERCIAL

As últimas notícias de escritórios, imóveis industriais e shopping centers

Índice de fundos imobiliários se aproxima do patamar pré-pandemia

Fonte: Valor Investe




Em 2020, a maior parte dos ativos sofreu com a pandemia de covid-19. Alguns mais, outros menos, mas ileso mesmo foi difícil de encontrar. Os investimentos de renda fixa levaram uma rasteira nos rendimentos, com a taxa Selic no menor patamar da história, em 2% ao ano. O mercado de ações sentiu as perdas dos seis "circuits breakers" (quando a bolsa para as operações depois de cair 10%) em apenas oito pregões, logo no início da pandemia, e demorou bastante para se recuperar do baque. O segmento imobiliário, por sua vez, viu o estrago causado pela crise quando diversos fundos suspenderam ou reduziram o pagamento de dividendos.


Foi um ano difícil para qualquer investidor, desde o conservador até o arrojado. Mas, agora, o ano é outro. Enfim, 2021. E, junto dele, surge a dúvida: como o mercado vai se comportar? Para os Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs), as projeções dos especialistas são otimistas, mas cada setor terá um caminho diferente em direção à retomada. Por isso, é bom estar atento para fazer a escolha certa na hora de investir.


O IFIX, índice que acompanha o desempenho dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs), sofreu, em março do ano passado - época em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou pandemia -, uma desvalorização mensal de 16%, puxado principalmente pelas incertezas sobre o que ainda estaria por vir com o avanço da covid-19.


Ainda, de acordo com o relatório "Fundos Imobiliários: Dividendos em quarentena", produzido pelo analista de FIIs da XP, Renan Manda, os setores mais afetados pelas medidas de isolamento social e fechamento do comércio não-essencial impostas pelos governos foram os de hotéis e shopping. No começo da crise, em março, ambos os segmentos tiveram as maiores correções nos preços, com perdas que chegaram a 27% e 24%, respectivamente.



Receba nossa newsletter

 Instagram feed

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

YouTube SiiLA Brasil: