Receba nossa newsletter

 Instagram feed

BR Properties diz que o 3º tri foi bem aquecido

Valor Econômico



A BR Properties teve um terceiro trimestre aquecido em todas as suas frentes de atuação - locação, compra e venda de propriedades comerciais -, além de ter fechado novos financiamentos, encerrado um programa de recompra de ações e aprovado outro. “A economia real está muito ativa”, garante Martín Jaco, presidente da BR Properties.


No período, a companhia alugou 10.796 m2 de área bruta locável (ABL) - 8.596 m2 em São Paulo e 2.200 m2 no Rio de Janeiro. A taxa de vacância física caiu de 19,9%, de julho a setembro do ano passado, para 19,2%, enquanto a financeira foi reduzida de 20,1% para 16,5%. Na comparação dos dois intervalos, o portfólio da BR Properties cresceu 15%, para 524.563 m2 de ABL.


Levando-se em conta contratos correntes e novas locações das mesmas propriedades, o valor do aluguel médio por m2 teve aumento nominal de 7,7%. No entendimento do presidente da BR Properties, Martín Jaco, na cidade de São Paulo, regiões com baixa vacância, como as da Faria Lima e da Juscelino Kubitschek, tendem a apresentar altas reais de preços a partir de 2022. No Rio, o movimento de elevação dos valores é esperado mais para o fim do próximo ano e para 2023.


No terceiro trimestre, a companhia vendeu cerca de R$ 401 milhões em ativos de escritórios e galpões, como parte de sua estratégia de reciclagem de i