Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Caixa eleva juros imobiliários uma semana após presidente negar previsão de aumento



Valor Econômico


Na semana passada, ao divulgar os resultados do financiamento imobiliário em 2021, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que não previa aumento nas taxas de juros cobradas pelo banco. Agora, a instituição está elevando os juros da sua principal linha, a que é atrelada à TR.

A Caixa está avisando a agentes imobiliários que a taxa de juro vai subir em fevereiro. Procurado, o banco argumentou que não se trata exatamente de um aumento nas taxas, mas sim de uma “adequação” nas condições para aplicação de redutores.


Segundo informações de agentes de mercado, a menor taxa, cobrada de clientes que têm relacionamento com o banco, vai passar de 8,3% para 8,7% ao ano, mais TR. A taxa de tabela continua sendo de 8,99%. Já a Caixa diz que "não reajustou as taxas de juros do crédito imobiliário na modalidade TR, que se mantém em 8,99% desde novembro 2021". "Haverá apenas adequação nas condições para aplicação de redutores, que poderão variar as taxas entre 8,0% e 8,80%, a depender do relacionamento do cliente com o banco".


Segundo a instituição, a definição das taxas de juros se baseia na análise da associação de fatores mercadológicos e conjunturais dentro das regras prudenciais de definição das condições do crédito, variando de acordo com o perfil de relacionamento do cliente com o banco. Dessa forma, quanto maior o relacionamento do cliente com a Caixa, maior o redutor e, consequentemente, menor a taxa final de juros. “Cabe destacar que as variações dos redutores podem ocorrer a depender do comportamento do mercado, mas sempre buscando as melhores condições possíveis para os clientes. Assim, a Caixa continuará tendo as melhores taxas de juros do mercado para contratação do crédito imobiliário”, diz o banco.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif