Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Cenário está mais desafiador para fundos imobiliários, diz XP Asset Management

Valor Investe



A alta de juros tornou o cenário mais desafiador para a indústria de fundos imobiliários, mas há oportunidades e o setor deve olhar para as oportunidades de médio e longo prazo, avaliaram os gestores da XP Asset Management em apresentação há pouco no congresso da Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar (Abrapp).


“A foto que temos hoje é que o ambiente para fundos imobiliários está mais desafiador, sem dúvida. Com os juros altos, tem fuga de ativos listados em Bolsa, como ações e também os fundos imobiliários. A turma acaba fugindo para renda fixa. Mas os fundos imobiliários são mais defensivos”, afirmou o gestor de Fundos Estruturados da XP Asset Management, Andre Masetti.


Ele ressaltou a deterioração da situação macroeconômica nos últimos meses, com “divulgações cavalares” de inflação, que obrigaram o Banco Central a antecipar a alta dos juros, e um projeto de reforma fiscal em que “o único objetivo do governo não era uma reforma bem feita, mas uma reforma às pressas [...], para liberar recursos para o auxílio emergencial e ajudar na reeleição”. A despeito dessa piora, Masetti lembrou que o aumento dos juros tem como objetivo o controle da inflação, que em algum momento ficará mais baixa.


Ao mesmo tempo, apontou, o mercado de Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRIs) continua muito promissor, com potencial de crescimento. “O estoque de CRI está na casa de R$ 100 bilhões. Em dezembro de 2020, estava em R$ 80 bilhões. Ano após ano a indústria vem batendo recorde. Isso nos leva a crer que esse mercado vem evoluindo e tem tudo a evoluir”, disse.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif