Receba nossa newsletter

 Instagram feed

CMN fixa meta de inflação de 2025 em 3% e mantém margem de 1,5 ponto

Valor Econômico


O Conselho Monetário Nacional (CMN) fixou hoje a meta de inflação de 2025 em 3%. O intervalo de tolerância, de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, foi mantido.


Com a decisão a respeito de 2025, o conselho interrompe um ciclo de seis anos seguidos de queda da meta, já que a inflação a ser alcançada em 2024 também é 3%.


"O CMN avalia que a fixação da meta de inflação em 2025 em 3,00% reduz incertezas e aumenta a capacidade de planejamento das famílias, das empresas e do governo, estimulando o investimento, a produção e elevando o bem-estar da sociedade brasileira. O processo de consolidação fiscal propicia as condições necessárias para que a meta seja atingida. A expectativa de inflação futura, projetada no Boletim Focus mais recente disponível para o ano em questão, mostra-se ancorada à meta de inflação estabelecida", disse o Ministério da Economia em nota.


As metas de 2023 e 2024 foram mantidas em 3,25% e 3%, respectivamente, ambas com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima e para baixo.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube