DADOS E ANÁLISES DO MERCADO IMOBILIÁRIO COMERCIAL

As últimas notícias de escritórios, imóveis industriais e shopping centers

Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Comércio eletrônico brasileiro deve avançar 31% em 2021, estima Goldman Sachs

Fonte: Valor Econômico



O Goldman Sachs apontou em relatório que o comércio eletrônico brasileiro deve crescer 31% em 2021, para R$ 198 bilhões em GMV (volume bruto das mercadorias vendidas). O crescimento resultaria em uma penetração de 13% do e-commerce no mercado varejista total do Brasil, ante fatia de 11% em 2020.


A expectativa do banco de investimento é que as compras on-line crescem, em média, 23% ao ano, levando o consumo on-line a representar 20% do mercado varejista em 2024.


Os analistas Irma Sgarz, Felipe Rached e Chandru Ravikumar reiteraram que, embora esperem que uma parte substancial da migração para as compras on-line permaneça mesmo com a reabertura das lojas físicas, a capacidade das empresas de comércio eletrônico de sustentarem o crescimento dependerá de quão bem possam cumprir a promessa diversificação de sortimentos de produtos e experiência do usuário.


Em relatório, os analistas destacaram o Mercado Livre e a Magazine Luiza, que estão “construindo ecossistemas diferenciados com tendências positivas nos KPIs em relação ao crescimento do usuário, engajamento e experiência”. A equipe também mencionou a B2W, que tem registrado uma aceleração no GMV.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube