Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Copom eleva Selic pela quinta vez seguida, e taxa básica de juros vai a 6,25%

Estadão



Mesmo em meio à alta da inflação e ao aumento do risco fiscal, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central manteve seu "plano de voo" e elevou nesta quarta-feira a Selic (a taxa básica de juros) em 1 ponto porcentual por unanimidade, de 5,25% para 6,25% ao ano. Este foi o quinto aumento consecutivo dos juros e o segundo em sequência nessa magnitude, após três altas iniciais de 0,75 ponto porcentual.


Após uma piora nas perspectivas para a inflação no último mês, alguns economistas chegaram a considerar que o Copom faria um aumento ainda maior, acima de 1 ponto, o que não aconteceu.

Com a decisão, a Selic está no maior nível em dois anos, superando o patamar de agosto de 2019 - antes da pandemia de covid-19.


Além do aumento desta quarta, o Copom adiantou que deve manter o atual ritmo de ajuste na próxima reunião, nos dias 26 e 27 de outubro, o que pode levar a um novo aumento da taxa de juros, para 7,25%. Mas o colegiado ressaltou que essa posição pode mudar, já que os passos futuros da política monetária poderão ser ajustados para assegurar o cumprimento da meta de inflação e dependerão da evolução da atividade econômica, dos riscos e das projeções e expectativas de inflação para o horizonte da política monetária.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif