Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Credit Suisse vê mais espaço para valorização do real



Valor Econômico


O Credit Suisse pontuou, em relatório divulgado hoje, que vê mais espaço para a valorização do real, que intensificou seus ganhos nos últimos dias, mas já vinha ocorrendo desde o início do ano. No documento assinado por Solange Srour, Lucas Vilela e Rafael Castilho, o banco destaca que, além da moeda desvalorizada em termos reais, fatores adicionais a favor do real melhoraram nos últimos trimestres, como o diferencial da taxa de juros real do Brasil para os Estados Unidos (assim como para as taxas medianas dos mercados emergentes e desenvolvidos), que está próxima de seu pico histórico, e a melhora nos termos de troca devido aos preços altos das commodities, que representam 70% do total das exportações no Brasil.


“O viés para nossa projeção de inflação de 4% em 2023 se inclinaria para baixo se a moeda continuar a se valorizar consistentemente”, destacou o relatório.


Entretanto, o banco ressalta que tal valorização dependerá da “redução da incerteza política e fiscal nos próximos meses”, razão pela qual o Credit diz ter defendido que o Comitê de Política Monetária (Copom) “não abandone sua meta de inflação para 2022 nem aumente sua meta de inflação para 2023”.


Os analistas ressaltam que a incerteza em relação as eleições presidenciais é “significativamente alta”. “É incerto qual será a política econômica do novo governo, em particular no que diz respeito ao processo de consolidação fiscal, uma vez que os principais candidatos ainda não forneceram orientações claras sobre isso”, disse o documento.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif