Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Cresce a procura por galpões logísticos de alto padrão

Exame



Depois de registrar um aumento expressivo durante os últimos dois anos de pandemia, o e-commerce segue sendo tendência no Brasil. De acordo com dados da Neotrust, de janeiro a março de 2022, as compras online tiveram alta de 12,59% — seguida de um aumento de 26,9% em 2021.Essa mudança nos hábitos de consumo dos brasileiros, que, ao que tudo indica, veio para ficar, afeta diretamente outro setor que é fundamental para suprir a crescente demanda: os galpões logísticos.


Um levantamento da SiiLA, empresa especializada em pesquisas de mercado, apontou que 2021 teve a menor taxa média de vacância dos últimos sete anos, chegando a 10,19%. Em algumas regiões do país faltam galpões. O estudo considerou apenas os condomínios de alto padrão, aqueles que seguem uma série de especificações para garantir melhores processos logísticos.


Flight to quality

Para Sergio Fischer, CEO da Log, empresa desenvolvedora de ativos logísticos greenfield e locadoras de galpões de alto padrão, a procura por imóveis de melhor qualidade não é feita apenas por players que iniciaram suas operações de entrega com essa nova demanda de consumo mas também por quem já atuava no setor e passou a enxergar os galpões chamados de “classe A” como um investimento para os negócios. “Muitas empresas saíram de galpões de qualidade inferior e migraram para nossos complexos. Apesar de o valor por metro quadrado ser mais elevado, a eficiência conquistada, muitas vezes, faz com que seja necessário ocupar um espaço menor para atender às necessidades”, afirma.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube