Receba nossa newsletter

 Instagram feed

E-commerce impulsiona alta de galpões logísticos no Brasil



Durante a pandemia de Covid-19, o comércio eletrônico brasileiro registrou um faturamento recorde. Em 2021, a modalidade alcançou a receita de mais de R$ 161 bilhões, o que representa um crescimento de 26,9% em relação ao ano anterior, conforme levantamento da Neotrust, empresa responsável pelo monitoramento do e-commerce brasileiro. Já o número de pedidos, por sua vez, avançou 16,9%, com 353 milhões de entregas.


Diante de um cenário de crescente adesão às compras digitais, os varejistas brasileiros tiveram que rever suas estratégias para atender às necessidades dos consumidores. Neste ponto, os centros de distribuições ganharam a cena e o estoque de galpões logísticos no país também se ampliou, ao lado da grande demanda. De acordo com um balanço da SiiLA, empresa de pesquisa de mercado, 3,2 milhões de metros quadrados devem ser disponibilizados para locação no Brasil este ano.


A análise também informa que 54% dos espaços estão no estado de São Paulo, 13,5% em Minas Gerais e 9% no Rio de Janeiro. De forma síncrona, uma apuração da GloboNews aponta que 70% dos galpões logísticos estão em São Paulo - a grande maioria na região metropolitana, localidade de fácil acesso a aeroportos, portos e rodovias.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube