Receba nossa newsletter

 Instagram feed

E-commerce irá movimentar U$5 trilhões globalmente neste ano, aponta estudo

Mercado&Consumo



A pandemia impactou diretamente o crescimento do e-commerce durante esses últimos dois anos e, apesar da retomada do presencial e do avanço da vacinação, tudo aponta que esse crescimento continue. De acordo com estudo feito pela eMarketer, empresa de pesquisa de mercado, em 2020 apenas 17,8% das vendas eram feitas a partir de compras online.


Para 2022, a expectativa é de que esse número atinja os 21% e totalize U$5,5 trilhões no mundo todo. O levantamento também fez a projeção e estimou que em 2025 as vendas online correspondam a 24,5%, representando um aumento de 6,7 pontos percentuais em um período de cinco anos.


Neste cenário, as ferramentas integradoras de marketplaces passam a conquistar espaço, já que permitem aos sellers terem suas atividades mais estruturadas e concentrada em um local. “O comércio eletrônico não é um luxo, nem uma estratégia. Ele é transfronteiriço e se tornou uma necessidade”, destacou Vinicius Ribeiro, head de Marketing da Magis5, hub integrador que centraliza venda e gestão de negócios.


Igor Savóia é um desses sellers que adotou um integrador de marketplace para melhorar sua performance no e-commerce. Ele contou que, desde o final de 2021, quando aderiu o serviço da Magis5, notou um crescimento de 20% no faturamento. “Sem a ferramenta, eu precisaria ter estoque separado, o cadastro de produtos em cada um dos sites e fazer o gerenciamento de pedidos separadamente”, contou Savóia, que apontou outros benefícios também.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif