Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Eco Sapucaí consegue 1º locatário seis anos após construção

O Globo



Maior “elefante branco” do mercado imobiliário carioca, o Eco Sapucaí começa a desencantar. Após seis anos vazio — desde a inauguração, em 2015 —, o edifício construído ao lado do Sambódromo conseguiu finalmente encontrar seu primeiro locatário, disseram fontes à coluna.


A companhia de óleo e gás franco-americana TechnipFMC alugou 6 mil metros quadrados no edifício, segundo uma das fontes, e deve entrar no prédio dentro de alguns meses. O contrato representa um alívio, mas não resolve os problemas do empreendimento: ainda falta encontrar interessados em ocupar os 83 mil metros quadrados ainda vagos no prédio.


O Imóvel, projeto de Oscar Niemeyer, Eco Sapucaí ocupa terreno da antiga fábrica da Brahma e pertence ao GIC, fundo soberano de Cingapura. Nos últimos anos, tanto o governo do Estado (à época do governador Luiz Fernando Pezão) como a prefeitura do Rio (gestão Marcelo Crivella) cogitaram mudar a máquina pública para lá, mas os planos não avançaram.


O imóvel tem 19 andares, 34 elevadores e 1065 vagas de garagem.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif