Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Evergrande entra oficialmente em default e pode sofrer falência

Exame Invest



A Evergrande, gigante chinesa com forte atuação no mercado imobiliário, entrou oficialmente em default (calote) nesta quinta-feira, dia 10, ao não honrar o pagamento de mais de 148 milhões de dólares referentes ao cupom (juros) de uma dívida com um grupo de credores internacionais, entre eles o alemão DMSA, mesmo depois do prazo de 30 dias de carência.


O DMSA informou que pretende entrar com um pedido de falência (bankruptcy) contra a Evergrande, conclamando para que outros credores se juntem ao grupo no pleito.


O default oficialmente declarado pode gerar um efeito dominó de outros compromissos financeiros da Evergrande, cujas dívidas totais superam 300 bilhões de dólares.


Na segunda-feira, dia 8, o Federal Reserve (o Fed, banco central dos Estados Unidos) divulgou relatório em que alerta para os riscos de que uma crise mais severa no mercado imobiliário chinês possa ter impactos negativos sobre os mercados financeiros e o crescimento econômico global.