Receba nossa newsletter

 Instagram feed

GAV planeja investimentos de R$ 2,7 bilhões até 2025



Valor Econômico

O grupo goiano GAV, que constrói, comercializa e opera resorts no modelo de multipropriedade, pretende investir R$ 2,7 bilhões em novos empreendimentos até 2025. Desde que foi criado em 2014, o grupo desembolsou R$ 800 milhões em hotéis de luxo no Norte, Nordeste e Sul do país e planeja este ano mais do que dobrar de tamanho com novos lançamentos.


A GAV nasceu em 2014 da união de sócios de três empresas que atuam no setor imobiliário em Goiás: a Gratão, a Amec e Vallepar. O primeiro empreendimento foi um resort em Salinópolis, uma praia no Pará. A expansão da companhia foi acelerada a partir de 2019, após a sanção da lei que regulamentou a multipropriedade no Brasil. As novas regras passaram a prever a possibilidade de comercialização de um mesmo apartamento para vários cotistas. Os proprietários ficam com escritura individualizada.


“Cada um fica com direito de usufruir do resort em determinado período do ano ou colocar para aluguel. Para o turista, funciona como uma hotelaria tradicional”, diz o empresário Manoel Vicente Pereira, presidente da GAV.


A própria GAV constrói, vende e posteriormente administra o condomínio hoteleiro, em um modelo de negócio 100% verticalizado. Segundo empresário, a companhia tem investido apenas recursos do próprio caixa. A companhia conta com dois empreendimentos em operação na cidade de Salinópolis (PA), um em fase final de acabamento e outro recentemente lançado no mesmo município. Em Pirenópolis (GO) e Porto de Galinhas (PE), outros três estão em fase de desenvolvimento e construção.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube