DADOS E ANÁLISES DO MERCADO IMOBILIÁRIO COMERCIAL

As últimas notícias de escritórios, imóveis industriais e shopping centers

Gestora Hedge faz aposta de R$ 400 milhões em escritórios-butique

Fonte: O Globo



Uma das dez maiores gestoras de fundos imobiliários do país, com R$ 7,8 bilhões sob gestão, a Hedge Investments está entrando em um novo filão: construção de escritórios-butique. É uma aposta da casa de André Freitas nas mudanças produzidas pela pandemia no segmento corporativo. Com o hábito do home office disseminado, espera-se que as empresas troquem sedes enormes por espaços mais enxutos, bem localizados e com arquitetura autoral.


A Hedge está concluindo esta semana a captação de até R$ 220 milhões para o fundo Design Offices. O fundo é do tipo “desenvolvimento”: ou seja, compra terrenos e constrói os imóveis para vendê-los quando prontos. Essa é uma novidade para a gestora, que tem um portfólio amplo de fundos, mas todos voltados para ativos que já existem.


Segundo a coluna apurou, o plano é erguer prédios de 12 a 16 andares em áreas nobres de São Paulo, com lajes de escritório de 500 a mil metros quadrados. Hoje, escritórios típicos nessas regiões têm lajes de 2,5 mil metros.


Pelo menos três projetos já teriam sido decididos, dois no bairro dos Jardins e outro no Itaim Bibi. Um deles já foi encomendado ao badalado Jacobsen Arquitetura, atestando suas ambições autorais para o design dos prédios. A ideia é que todos os empreendimentos explorem comercialmente o térreo, evitando “paredões” que segreguem os imóveis da rua e potencializando o retorno dos ativos. Também estaria nos planos, segundo as fontes, incluir apartamentos nos edifícios, permitindo sua exploração multiuso.


Receba nossa newsletter

 Instagram feed

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

YouTube SiiLA Brasil: