Receba nossa newsletter

 Instagram feed

GPA começa a vender serviços de logística para lojistas

Valor Econômico



O GPA, dono dos supermercados Pão de Açúcar e do hipermercado Extra, começa a vender serviços logísticos, ampliando a lista de redes que passaram a usar suas estruturas de entrega e armazenagem para gerar nova receita. São passos iniciais dentro do “fulfillment”, o conjunto de serviços para a venda digital, e que deve ganhar peso maior no grupo em 2022.


Há algumas semanas, o GPA passou a fazer coleta de produtos dos lojistas de seu “marketplace” (shopping virtual) e oferecer aos vendedores os preços das tabelas negociadas com os Correios.


Em 2022 deve avançar em duas etapas cruciais, com efeito na disputa por esse mercado de serviços aos lojistas. São elas, a armazenagem dos produtos dos vendedores em seus centros de distribuição e o uso das 870 lojas do grupo como ponto de coleta e envio de mercadorias dos lojistas. O concorrente Carrefour não oferece essas duas possibilidades, mas outras plataformas avançam no setor.


O Mercado Livre usa seus centros como área de armazenagem ao varejo alimentar. Magazine Luiza coleta e entrega itens de supermercados de lojistas e armazena seus próprios produtos em suas lojas. Essa estratégia é fundamental para tornar a entrega mais ágil. Quanto menor o prazo de entrega, mais vendas: a queda no prazo pela metade, de 4 dias para dois dias, por exemplo, faz a conversão de tráfego em venda subir 40%, mostram pesquisas de marketplaces obtidas pelo Valor.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif