Receba nossa newsletter

 Instagram feed

GuardeAqui compra startup para entrar em coleta de bens para guarda-coisas

Estadão



A GuardeAqui, empresa dos sócios Pátria Investimentos e Equity International (do megainvestidor Sam Zell), acaba de fechar a compra da startup Booxie, com o objetivo de desbravar uma nova vertente do mercado de guarda-coisas. A GuardeAqui é pioneira na locação de minidepósitos para que pessoas e empresas armazenem objetos por conta própria. Ao todo, são 25 galpões em operação, o que a coloca na liderança do mercado.


Já a Booxie (cujo nome original era Hangar) é uma empresa voltada à prestação do serviço de coleta dos itens, armazenagem e devolução para os proprietários. Enquanto a GuardeAqui é uma empresa operadora de imóveis, asset heavy no jargão do mercado, a Booxie é uma empresa de serviços, asset light, sem a necessidade de patrimônio próprio, como o Airbnb, por exemplo.


Nos Estados Unidos, esse modelo de negócios é chamado de “espaço sob demanda”. Entre as maiores empresas do mercado por lá está a Clutter, que tem mais de 3,4 milhões de itens armazenados. Em 2019, ela recebeu aporte de US$ 200 milhões do SoftBank e de outros fundos. Já no Brasil, é um mercado praticamente inexplorado.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube