Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Log levanta R$453 mi em compromisso de venda de dois imóveis logísticos em MG para FII

Da Redação


Nesta terça-feira (26) a empresa Log Commercial Properties anunciou em Compromisso de Compra e Venda a transação de 2 ativos de seu portfólio, o LOG Betim II e o Parque Torino, por R$ 244.327.860 e R$209.108.394, respectivamente, totalizando mais de 453 milhões. Ambos os imóveis estão localizados em Betim-MG.



Imagem: Parque Torino


O comprador é o FII HGLG11, do Credit Suisse, que possui em seu portfólio empreendimentos logísticos em diferentes estados brasileiros, mas com a maior parte concentrada em Minas Gerais e São Paulo.


Em uma análise da taxa de retorno das transações imobiliárias realizada pela equipe de pesquisa da SiiLA, multinacional de dados e análises do mercado imobiliário comercial da América Latina, a venda do LOG Betim II, se concretizada, trará um Cap Rate estabilizado de 9,16% a.a.. Já a transação do Parque Torino representará um Cap Rate de 7,84% a.a., respectivamente. A média histórica de Cap Rate em Minas Gerais é de 8,86% a.a. segundo a plataforma Market Analytics, da SiiLA.


Analisando a transação dos dois imóveis em uma compra única, o valor total equivale a R$2.802,96 por m². O Cap Rate estabilizado calculado pela equipe SiiLA representa uma taxa de retorno de 8,33% a.a, em linha com a média da região.


Sobre os imóveis


O Log Betim II é um empreendimento ainda em construção, desenvolvido no modelo BTS para o Mercado Livre, empresa com atuação em e-commerce. O imóvel deve ser concluído nos próximos meses.


O Parque Torino é um imóvel de Classe A, com uma taxa de ocupação de 96,4%. Os principais inquilinos que possuem operações no empreendimento são a Luft Transportes, Sequoia, Wonder e Fedex. O Parque Torino possui possuindo galpões com carga de piso de 8 ton/m², pé direito de 10 a 15m e uma proporção de docas superior a 1:500.




O que é Cap Rate?

O Cap Rate é a taxa de retorno que uma propriedade de investimento vai gerar com base no seu valor de mercado atual. Em tradução literal, o termo em inglês “Cap Rate” significa “taxa de capitalização” que, por ser calculada em porcentagem, permite comparar o investimento feito em imóveis com outros tipos de investimento, como a poupança, tesouro direto, ações, fundos imobiliários e etc.


A SiiLA, por meio da sua solução Market Analytics, traz para o mercado de imóveis comerciais brasileiros o Cap Rate de todas as transações imobiliárias.


Conheça em detalhes os 3 tipos de Cap Rate utilizados nas análises das Transações disponíveis para os clientes do plano Market Analytics, da SiiLA:


Cap Rate Estabilizado: esta versão da taxa de Cap Rate é a que mais se aproxima das expectativas de retorno do comprador. É calculada considerando-se a receita de aluguel que a propriedade deve gerar em uma base estabilizada, dividida pelo preço de compra, menos qualquer aluguel abaixo do mercado, ou qualquer custo para estabilizar (por exemplo, melhorias para o inquilino, carência, comissões de aluguel ou melhorias de capital).


Cap Rate Ano 1: o cap rate ano 1 é calculado dividindo-se o total de receita operacional líquida (NOI, sigla em inglês) que a propriedade deve gerar no ano seguinte à data de venda, menos quaisquer custos amortizados associados à locação do imóvel.


Cap Rate Brasileiro: esta taxa de cap rate é simplesmente calculada pela receita total que a propriedade é capaz de gerar no ano seguinte à venda, dividida pelo preço de compra. Ela não inclui quaisquer ajustes de vacância, despesas do proprietário, comissões, ou demais despesas.



  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif