Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Mercado de galpões atingiu pico de crescimento




Folha de São Paulo

O avanço do setor logístico nos municípios —e no país, como um todo— não começou com a pandemia, mas foi potencializado por ela. O período de distanciamento social acelerou o crescimento do ecommerce, incluindo milhões de novos consumidores nesse tipo de compra.


Em 2019, a consultoria Ebit|Nielsen calculava que 10,7 milhões de compradores tinham feito suas primeiras compras online. No ano seguinte, foram 13,1 milhões de novos consumidores, e em 2021, 12,9 milhões, chegando a um total de 87,7 milhões de compradores online.


Foi essa massa de consumidores que deu tração para o mercado de galpões, tanto para a instalação de centros de distribuição de varejistas quanto para garantir estoques. A manutenção de insumos e produtos prontos foi retomada por diversos setores a partir da pandemia como forma de evitar atrasos em entregas e oscilações de preços de matérias-primas.


Em 2021, o setor bateu recordes de entregas, com 2,2 milhões de novos metros quadrados, melhor resultado desde 2013, segundo a multinacional SiiLA. Agora, as empresas que monitoram o setor veem chegar um momento de consolidação e alguma preocupação com excesso de oferta.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif