Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Mercado imobiliário comercial: as principais movimentações do primeiro semestre

Após mais um período de movimentações monitoradas pela SiiLA, vamos falar sobre alguns destaques do primeiro semestre, a partir dos dados da plataforma Market Analytics


Da Redação


Mercado Logístico


O segmento de e-commerce foi responsável por 1/3 do total de metros quadrados locados – isto é, absorção bruta –, pelo setor logístico nos primeiros seis meses do ano.


Dentre os players deste mercado, no que se refere à absorção bruta, a Amazon é a primeira colocada, seguida da B2W e Shopee. Somando as áreas que foram adquiridas por essas empresas, temos quase 440 mil m² locados.


Mercado de Escritórios


O mercado dos escritórios não ficou para trás, e registrou muitas movimentações de empresas e locações durante todo o semestre. A principal delas, foi a locação de mais de 9 mil m² pela Kavak (start up de compra e venda de veículos novos e seminovos) no complexo Parque da Cidade. O edifício é um classe A+ e está localizado na maior região CBD (Central Business District) da cidade de São Paulo, a Chucri Zaidan. Esta locação aconteceu ainda no primeiro trimestre do ano.


Inclusive, algumas das importantes movimentações do período foi uma mudança de sede. Como foi o caso da Riachuelo, que deixou prédio que ocupava na zona norte da capital paulista, fora dos eixos corporativos tradicionais.


Pinheiros One

A varejista de moda mudou o endereço da sua sede administrativa para o Pinheiros One, um edifício classe A+, localizado na região da Marginal Pinheiros. A Riachuelo locou quatro andares do edifício, que tem 18 andares e mais de 25 mil m² de área privativa.








Já no segundo trimestre, a gigante Google também se movimentou. A empresa de tecnologia e internet locou mais de 6 mil m² no São Paulo Corporate Towers, edifício classe A+ com base nos rígidos critérios da SiiLA, e localizado na região da JK.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif