Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Mercado Libre: Lucro na América Latina cresce mais de 5 vezes impulsionado pelo Brasil

Valor Econômico



A plataforma de varejo on-line Mercado Libre registrou um avanço de mais de cinco vezes em seu lucro líquido no terceiro trimestre quando comparado ao mesmo período de 2020, chegando a US$ 95,2 milhões. A empresa, de origem argentina, opera em 18 países da América Latina.


O resultado foi impulsionado pelo bom desempenho operacional, com destaque para as vendas no Brasil, país que responde por 57% da receita líquida total do grupo. No trimestre, a receita líquida cresceu 66,5% em dólar, alcançando US$ 1,9 bilhão. Na subsidiária brasileira, a Mercado Livre, a receita cresceu 69%, alcançando US$ 1,06 bilhão.


O valor de vendas brutas totais (GMV) foi 23,9% maior, chegando a US$ 7,3 bilhões. Desse total, 74% das vendas foram feitas por dispositivos móveis. Já o volume de itens vendidos subiu 26,3%, chegando a 259,8 milhões de itens. A operação brasileira registrou um avanço de 28% no GMV, com 138 milhões de itens vendidos.


O aumento dos preços dos produtos e a renda mais deteriorada do consumidor têm influenciado algumas mudanças nos carrinhos de compra. “Vemos um pouco de desaceleração mais marcada em eletrônicos, de mais alto tíquete, mas isso está mais do que compensado nas categorias de menor tíquete”, diz André Chaves, vice-presidente sênior de estratégia, desenvolvimento corporativo e relações com investidores da Mercado Livre para América Latina.


Grande parte do avanço operacional na operação de varejo on-line da plataforma se dá pelo investimento em estrutura e serviços de logística, argumentou o executivo em entrevista ao Valor. No terceiro trimestre, 86,4% das encomendas das operações da América Latina passaram pela estrutura de envios da companhia. Um ano antes, eram apenas 64% do total.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif