Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Modelo híbrido ganha na preferência de sistema de trabalho

Estadão



Depois de mais de um ano e meio de pandemia, entre o surgimento de novas variantes do coronavírus e o avanço da vacinação no Brasil, as empresas que mantiveram o regime de home office durante todo o tempo tentam planejar como será o modelo de trabalho no próximo ano. Aquelas que pretendem voltar ao trabalho presencial encontram uma barreira: os funcionários preferem o modelo híbrido ou o home office.


Uma pesquisa feita pela consultoria de recursos humanos Adecco apontou que 40% dos entrevistados preferem o sistema híbrido e 33% o home office. A volta ao regime presencial é a preferência de apenas 16% dos profissionais.


As preferências podem ser explicadas por muitos fatores, entre eles dois abordados na pesquisa. Entre os 697 entrevistados, 58% sentiu que o home office afetou a sua vida pessoal de forma positiva e para 27% ela não foi afetada. Apenas 4% responderam que o regime de trabalho em casa afetou suas vidas de forma negativa.


Outra explicação pode estar relacionada com a vacina contra a covid-19: 46% dos respondentes disseram que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina; 38% tomaram apenas a primeira dose e 6% ambas as doses. No Brasil, 34,5% da população está totalmente vacinada e 67,3% tomou ao menos uma dose.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube