Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Nova safra de portos prevê investimentos privados de R$ 9,5 bi



Valor Econômico

Em uma nova safra de investimentos no setor portuário, pelo menos 30 projetos de terminais de uso privado foram autorizados em 2021 ou estão em análise na Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para autorização em 2022, destravando aportes de até R$ 9,5 bilhões.


Para a Associação de Terminais Portuários Privados (ATP), que fez o levantamento com base em chamadas públicas e publicações no “Diário Oficial” da União, isso comprova a preferência de muitos investidores por essa modalidade de expansão no setor.


Os TUPs, como são conhecidos, ficam necessariamente fora dos portos organizados - aqueles geridos pelas Companhias Docas ou por administrações estaduais - e têm regulação mais flexível do que os arrendamentos de áreas públicas. Na década passada, eles tiveram um crescimento de 38%. Hoje movimentam cerca de dois terços das cargas portuárias no Brasi, principalmente minérios e combustíveis.


Entre os novos projetos em análise, com chances de assinar contratos com o Ministério da Infraestrutura em 2022, estão dois empreendimentos de grande porte. Um é o Nordeste Logística, em um terreno de 83 hectares em Pecém (CE), com a previsão de quatro terminais - para minérios, grãos, fertilizantes e contêineres. São esperados investimentos da ordem de R$ 2,35 bilhões.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube