DADOS E ANÁLISES DO MERCADO IMOBILIÁRIO COMERCIAL

As últimas notícias de escritórios, imóveis industriais e shopping centers

Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Pedidos de licenciamento para prédios no Porto Maravilha no 1T21 já superam demanda

Extra - Globo


Foto: Roberto Moreyra

Novos lançamentos imobiliários no Porto Maravilha estão criando expectativa de retomada de crescimento na região. Segundo dados da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região (Cdurp), apenas no primeiro trimestre deste ano foram 19 pedidos de licenciamento no bairro, dos quais oito são para construção de prédios e o restante para reformas, pedidos de habite-se e legalização de imóveis. Bem mais do que os sete apresentados em 2019 e 2020.


Os grandes projetos, como o residencial Rio Wonder — o primeiro do Porto Maravilha —, da Cury Investimentos, e o futuro empreendimento para o prédio do Moinho Fluminense puxam as estatísticas, mas um novo perfil de pequenos e médios empreendedores chegam com mais força. Pode ser o sopro de tempos melhores depois de um período de revés na revitalização da Zona Portuária.


Diretor da Sérgio Castro Imóveis, Cláudio Castro aposta num novo prédio de ocupação mista no imóvel do Moinho Fluminense.


— A melhor opção naquele local é o uso misto, porque hoje não dá para depender só de sala comercial — acredita Castro, que destaca uma nova tendência no perfil de investimentos no Porto. — Temos notado o surgimento de muitos pequenos e médios empreendedores procurando terrenos para prédios comerciais. Um perfil diferente do que existia aqui no Porto Maravilha, de grandes construtoras. Existe um efeito colateral do Reviver Centro (projeto de revitalização do Centro da cidade, em discussão na Câmara de Vereadores), e as conversas têm sido intensas.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube