Receba nossa newsletter

 Instagram feed

PIB da América Latina perde impulso e inflação segue forte, avalia FMI



Estadão


O Fundo Monetário Internacional (FMI) alerta que a recuperação econômica da América Latina perde fôlego e a inflação continua elevada, o que segundo o Fundo é uma evidência de que são necessárias reformas para apoiar o quadro regional.

A avaliação está em um texto publicado nesta segunda-feira, 31, no blog do Fundo, que tem o ex-presidente do Banco Central brasileiro Ilan Goldfajn como um de seus signatários. "Os governos precisarão combinar a luta contra a inflação com políticas estruturais que reiniciem o crescimento", diz a análise.


Desde janeiro, Goldfajn é diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI. Ele assina o texto junto com Anna Ivanova, vice-chefe na divisão de estudos regionais do mesmo departamento, e de Jorge Roldos, diretor-assistente do mesmo departamento.


O Fundo projeta que a América Latina e o Caribe cresçam 2,4% neste ano (em outubro projetava alta de 3,1%) e 2,6% em 2023. Apenas para o Brasil, as projeções são de avanço de crescimento de 0,3% e 1,6%, respectivamente.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif