Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Private do Itaú quer ultrapassar R$ 1 tri em ativos

Novo comando, que gerencia R$ 700 bi, reúne estrutura nacional e no exterior para oferecer visão global


Valor Econômico



A nova estrutura do “private banking” do Itaú Unibanco, implementada no início deste ano, busca consolidar uma visão global para toda a área, com a unificação dos segmentos nacional e internacional do grupo financeiro.

Os três executivos que passaram a comandar o braço de gestão de fortunas do maior banco privado brasileiro, que atende pessoas com, pelo menos, R$ 10 milhões em investimentos, afirmam que um dos trunfos para essa integração e atendimento total ao cliente vem da migração dos sistemas para a nuvem.


O CEO global do private explica que, antes da migração para a nuvem, mudanças nos sistemas podiam demorar meses. “Com o sistema antigo, qualquer coisa nova que aparecia, seja uma regulamentação ou um novo produto, podia demorar cerca de seis meses poder desenvolver.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif