Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Retrofit de prédios abandonados atrai FIIs bilionários

Diário do Rio



Após a aprovação, pelas prefeituras do Rio e São Paulo, de leis de incentivo que incluem descontos no IPTU, o segmento se tornou mais atraente para os empreendedores, mas nem tudo são flores

O rentável mercado de retrofit é uma das apostas da Jive Investments para os próximos anos. De olho no déficit habitacional de 5.8 milhões de moradias, segundo um levantamento da Fundação João Pinheiro, a empresa vê no retrofit uma das soluções para a eterna crise de habitação no Brasil. Atualmente, a Jive conta com mais de 1.000 imóveis em sua carteira. Cidades como o Rio, Salvador e São Paulo, que vêm aprovando grandes projetos de revitalização de suas regiões centrais históricas, começam a ser alvo de empreendedores como a Jive.


A Jive, por exemplo, trabalha com ativos estressados (distressed assets), com foco na originação, aquisição e recuperação de créditos, imóveis e outros ativos ilíquidos, e adquiriu 5 prédios abandonados ou subutilizados no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Salvador, em Nova Iork, na região do Queens. As informações são do site The World News Brazil. Estes fundos têm como alvo edifícios que possuem grandes débitos ou que precisam ser vendidos rapidamente por seus donos.


As construções vão passar por uma requalificação, além de serem retrofitadas, para que os edifícios fiquem disponíveis para a locação ou venda como unidades residenciais. O retrofit é o aproveitamento da estrutura e da fachada, com a renovação de todo o resto, deixando o prédio absolutamente novo.


Após a aprovação, pelas prefeituras do Rio e São Paulo, de leis de incentivo com descontos no Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), que permitem a recuperação e a requalificação de imóveis abandonados em residenciais, na região central das cidades, o segmento se tornou mais atraente aos olhos dos empreendedores. No caso do Rio de Janeiro os benefícios são muito maiores; incluem ganhos de metros quadrados para serem utilizados em construções em bairros mais valorizados, a possibilidade de se adicionar mais um andar comum, e a dispensa de vagas de garagem.


  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif