Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Riscos em alta levam juro real longo aos níveis de 2016

Taxas das NTN-Bs de prazos maiores se aproximam de 6,5%


Valor Econômico



O estresse no mercado de juros não tem dado trégua. O aumento da desconfiança dos agentes com o rumo das contas públicas se soma ao ajuste na política monetária em mercados desenvolvidos e, como resultado, as taxas testam níveis cada vez mais altos.


O juro real, que desconta o impacto da inflação e é uma das variáveis de melhor expressão sobre a percepção dos investidores para o futuro, já se aproxima de 6,5% em prazos mais longos, na medida em que o mercado coloca nos preços cenários em que a taxa de juros terá de ser mais alta à frente.


Boa parte do recente estresse em torno dos juros reais se deu em meados de junho, quando, ao mesmo tempo, o governo passou a discutir com mais afinco a PEC das Bondades e, no exterior, os temores de uma recessão global se intensificaram.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube