Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Shoppings da Brookfield são alvo de Iguatemi e rivais

Estadão



Aprovada na quarta-feira, a fusão da Iguatemi com a Jereissati Participações, seu acionista controlador, vai abrir espaço no balanço do novo grupo para dar andamento à estratégia de consolidação do mercado, por meio da aquisição de shoppings. Para isso, porém, a Iguatemi terá de correr e superar a concorrência das rivais Multiplan, Aliansce Sonae e BrMalls, entre outros investidores que também miram a compra de ativos.


O comentário no mercado é que o principal alvo da Iguatemi é o portfólio da canadense Brookfield, que inclui quatro shoppings: Higienópolis, Pátio Paulista e Riosul – voltados para as classes A e B, nicho do Iguatemi – e o Madureira – voltado para consumidores de renda média. A multinacional detém participação majoritária em todos.


A Brookfield vem se desfazendo do seu portfólio de shoppings nos últimos anos. A venda mais recente foi da participação minoritária no Shopping Leblon para a Aliansce Sonae. Todas as grandes companhias do setor já sondaram os centros de compra remanescentes, mas a pandemia atrapalhou os planos, quando impediu a projeção do valor estabilizado dos ativos pelo fechamento do número de compras, segundo fontes do mercado.


Daqui em