Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Trabalho híbrido aquece cenário das empresas de coworking



Meio & Mensagem

Em março de 2020, o Brasil iniciou uma longa série de medidas restritivas para tentar conter o avanço da Covid-19. A pandemia havia chegado ao País com força, obrigando muitas empresas a estabelecer o home office como o regime momentâneo de trabalho, para garantir a segurança de seus funcionários. Tecnologias e equipamentos tiveram que ser adaptados ao novo esquema, assim como as reuniões, que passaram a ser virtuais.


Esse contexto de preocupação acabou avançando por vários meses, por conta das novas ondas de Covid-19. Com o avanço da vacinação, no ano passado, as empresas começaram a retomar o trabalho presencial, porém, de forma diferente. Muitas delas acabaram apostando em um modelo híbrido, combinando as idas ao escritório com dias de trabalho em home office. Esse modelo acabou se tornando uma aposta para muitas empresas.


A mistura entre o presencial, que traz aos colaboradores o contato entre si, e o digital, com o conforto de não precisar se locomover pelo trânsito caótico das cidades brasileiras, se tornaram elementos fundamentais na busca para os profissionais que querem mais qualidade de vida. Sob essa perspectiva, as empresas de coworking notaram, também, uma mudança em seu perfil de clientes, com mais empresas interessadas, também, em aproveitar os espaços para esse modelo de trabalho flexível.


Os primeiros meses da pandemia, quando boa parte dos funcionários foram colocados em home office, foram difíceis para essas empresas. No entanto, a flexibilização do estilo de trabalho e dos negócios das empresas foram importantes para o desenvolvimento desse mercado. A WeWork, operação global que conta atualmente com 32 unidades no Brasil, viu seu número de parceiros aumentar dez vezes em relação ao início de 2020. Já a Hub, outra empresa nacional de coworking, que opera no Norte e Nordeste brasileiro, está com 100% de ocupação e filas de empresas que querem usar os espaços de seus escritórios.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube