Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Trabalho remoto, presencial ou híbrido? Na Loggi, os três modelos vão conviver em 2022

Pequenas Empresas, Grandes Negócios



A Loggi, unicórnio de logística, já sabe como quer trabalhar em 2022. A empresa contou a PEGN que optará por adotar três modelos diferentes de trabalho no ano que vem, sendo eles: totalmente presencial, híbrido e totalmente remoto. Os formatos serão divididos de acordo com alguns fatores, como natureza da área, avanço da vacinação e as novas variantes do coronavírus.


Para chegar à decisão, a Loggi reuniu um grupo multidisciplinar, liderado pela área de pessoas da empresa. As conversas foram comandadas por Mônica Santos, vice-presidente de Pessoas, que rodou pesquisas internas a fim de entender quais eram as vontades dos seus quase 3 mil funcionários.


“Com isso, optamos por não ter um único formato de trabalho. Ao mesmo tempo, nós precisamos colocar na balança a natureza do nosso negócio, porque alguns cargos precisam ser totalmente presenciais”, afirma. A decisão da startup foi dividir o planejamento de três formas. A primeira mantém quem trabalha na operação logística, na área dos galpões, por exemplo, com uma rotina 100% presencial. Já para as pessoas de negócio e tecnologia, o formato será totalmente remoto. As demais áreas vão aderir ao trabalho híbrido, trabalhando presencialmente no escritório da Loggi parcialmente.


A ideia é que o plano passe a ser executado já no início de 2022. “O que ainda pode mudar dependendo do avanço da vacinação e das novas variantes”, ressalta Santos. “Nossa ideia é oferecer a maior flexibilidade possível, mantendo todos os protocolos de saúde e segurança para quem estiver no escritório ou na operação da Loggi”, conta a executiva.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube