Receba nossa newsletter

 Instagram feed

UBS aceita que parte da equipe trabalhe de modo remoto em tempo integral



Valor Econômico


O UBS permitirá que alguns de seus funcionários nos EUA optem pelo trabalho remoto em tempo integral, oferecendo flexibilidade aos trabalhadores já que busca atrair e reter talentos.


O banco suíço espera que cerca de 10% de seus funcionários no país trabalhem de forma remota à medida que o programa é implementado em fases, começando na unidade de gestão de riqueza, disse Tom Naratil, presidente do UBS Americas, em entrevista. Cerca de 10% a 15% estarão no escritório em tempo integral, enquanto mais de 70% estarão em esquema híbrido. Dos mais de 20.500 funcionários da empresa nos EUA, cerca de 800 atualmente trabalham remotamente.


O UBS está se adaptando à medida que trabalhadores dos EUA em todos os setores deixaram seus empregos em níveis quase recorde e Wall Street enfrenta o que Naratil descreve como uma seca de talentos. Mesmo com o aumento dos salários, as empresas financeiras enfrentam demandas por mais flexibilidade dos trabalhadores que enfrentam longas jornadas. Naratil disse que a indústria corre o risco de perder talentos se não for capaz de se adaptar.


“Se apenas 10 a 15% são funções de cinco dias por semana, isso mostra o quão significativo isso é”, disse ele. “Alguém pode achar em um ponto específico de sua vida – talvez por causa de uma situação familiar – que pode trabalhar 100% remoto.”


O UBS está respondendo às solicitações de seus próprios trabalhadores. Globalmente, cerca de 86% de seus funcionários disseram que buscam mais flexibilidade, incluindo trabalho remoto.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube