Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Vendas em shopping centers voltam a se aproximar do nível pré-pandemia


Bloomberg Línea


Depois de um período de “inverno” para os shopping centers, dadas as medidas de isolamento social para conter o avanço da covid-19, um retorno à normalidade, em meio ao avanço da vacinação e das flexibilizações, tem surtido efeito no setor e levado a perspectivas otimistas para 2022.

Segundo dados obtidos com exclusividade pela Bloomberg Línea com a SiiLA, empresa que estuda o mercado imobiliário comercial da América Latina, no último trimestre de 2021 o volume de vendas na capital paulista, onde está concentrado o maior número de centros comerciais do país, ficou 21% acima do registrado no primeiro trimestre de 2020, antes dos impactos da pandemia.


Já a média de vendas nos shoppings brasileiros que recebem o público de alta renda (A) do quarto trimestre de 2021 foi 44% superior à registrada no primeiro trimestre do ano, ficando apenas 2% abaixo do volume contabilizado nos primeiros três meses de 2020.


“A normalização do funcionamento dos shoppings, atrelada ao décimo terceiro salário e à queda da taxa de desemprego no país, que terminou o ano em 11,1%, foram os principais fatores que contribuíram para a retomada das vendas nos centros comerciais brasileiros no período”, afirma Giancarlo Nicastro, CEO da SiiLA, multinacional de dados e análises sobre o mercado imobiliário comercial da América Latina.

  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif