Receba nossa newsletter

 Instagram feed

Você sabe o que é Built to Suit?

Conheça mais sobre essa forma de locação que atende condomínios logísticos e escritórios


Da Redação


Em tradução literal, built to suit significa ”construído para servir”. O termo serve para indicar um tipo de locação imobiliária que é encomendada sob medida, quando um cliente tem a necessidade de uma obra ou manutenção específica que atenda sua demanda.


O built to suit possui suas variações, como por exemplo o “turn key”. Nessa modalidade, além de ser um imóvel feito com todas as especificidades que o locatário precisa, ele já é entregue totalmente pronto para uso, de forma que até mesmo os móveis e equipamentos operacionais já estarão lá para o uso imediato.


Porém, vamos mais a fundo no built to suit “tradicional”, afinal o que esse tipo de contrato tem de diferente em comparação a outros?


Este é um modelo de contratação que, normalmente, é usado por indústrias ou comércios com operações que precisam de algumas especificidades de instalações para funcionar. Além disso, muitas empresas optam por esse tipo contrato a fim de diminuir custos. Na maioria das vezes, os contratos de locações acabam sendo de longo prazo, com duração entre 15 e 20 anos.


Como benefício, a empresa que aluga o imóvel tem a garantia de que irá receber todas as especificações necessárias para trabalhar dentro desse novo espaço. Em contrapartida, esses imóveis, que foram desenvolvidos para atender determinadas demandas (com estrutura específica para quem alugou), acabam assumindo um certo risco, caso o inquilino saia após o término do contrato, e o ativo fique disponível para locação.


Geralmente, esses contratos têm aluguéis caros justamente pelo custo da reforma para as adaptações, que são repassados para os ocupantes. Em 2012, a Lei Nº 12.744 entrou em vigor para reconhecer essa “nova” modalidade de aluguel. Com a criação dessa norma, os contratos ficaram mais claros e mais regulamentados.


Um exemplo de imóvel built to suit é o da Dafiti, localizado na cidade de Extrema (MG). Atualmente, é de propriedade da Bluemacaw Logística, após a venda do ativo pela LOG Commercial Properties, em 2021. O imóvel é monousuário, com uma área total de 76.878 m² e contrato BTS que deve vigorar até 2030. Confira algumas fotos abaixo:





  • LinkedIn
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
INSCRIÇÕES ABERTAS.gif